A Marinha Italiana no Mar Arábico

ROMA, 8 DICEMBRE 2001 - Operação Enduring Freedom

O porta-aviões GaribaldiO porta-aviões Garibaldi, a fragata Zeffiro e o patrulheiro Aviere, junto ao navio apoio Etna, deixaram o golfo Pérsico, onde chegaram no dia 24 de novembro passado, e já se posicionaram no norte do mar Arábico, área efetiva de operações. A força naval será utilizada para neutralizar as embarcações dos terroristas em fuga, mas, ao mesmo tempo, os eventuais navios desviados ou de kamikazes. 

O comando da Enduring Freedom conta "em modo relevante" sobre as capacidades de patrulhamento e interdição do grupo naval italiano por dois motivos: a grande experiência no patrulhamento de embarcações suspeitas, maturada sobretudo no mar Adriático durante o embargo da ex Iugoslávia, e as características do Garibaldi e da fragata Zeffiro, dois navios já  utilizados no passado em atividades similares, sendo equipados de meios particularmente aptos à interdicção e ao controle naval, e levando a bordo team especializados em blitz para a libertação de reféns.