Azzurra, a menina nascida no Hospital Italiano no Haiti

Edoardo Pacelli
 

Apesar de o jornal O Globo ignorar a presença de um hospital italiano em Porto Príncipe, a Itália está presente no Haiti com seu hospital de emergência, que tão exerceu a sua função, no último terremoto que abalou a Cidade de L’Aquila no ano passado. Trata-se do Hospital de emergência da Proteção Civil Italiana, presente na capital do Haiti.
Uma jovem mãe haitiana, cuja casa desabou por causa do tremor de terra, encontrando-se em estado de choque, percebendo que a criança que abrigava em seu colo tinha parado de se mexer, pediu ajuda aos médicos do hospital italiano. Nasceu, assim, a menina que recebeu, além do nome haitiano, recebeu, também, o nome de italiano de “Azzurra”.
A Itália enviou no país caribenho, além das equipes de busca e socorro, do Hospital e do Responsável da Proteção Civil, o subsecretário Bertolaso, a Itália disponibilizou para o país caribenho o porta-aviões Cavour, um verdadeiro Hospital flutuante. Bertolaso, enviado pessoalmente pelo primeiro ministro Silvio Berlusconi, foi o principal e eficiente artífice da reconstrução da cidade de L’Aquila, de forma extraordinariamente rápida muito rápidos conseguiu eliminar as barracas provisórias, construindo casas com sistemas antissísmicos, onde estão sendo abrigados os sem teto até a completa reconstrução da cidade.