Federico Faggin: uma vida ao microchip

Notiziario speciale per la Presidenza del Consiglio AdnKronos

O Ministro entrega a placa a Ferdinando Faggin''A Federico Faggin, o inventor do microprocessor, alferes da genialidade e do trabalho italiano no mundo''. Esta é a inscrição sobre a placa ao mérito entregue pelo ministro das Comunicações, Maurizio Gasparri, a Federico Faggin, o físico e empresário da cidade de Vicenza, na Itália, que, nos anos '70, chefiou o grupo de trabalho da Intel que perfecionou o primeiro microchip para computadores. ''Faggin -afirmouGasparri- faz parte da turma dos Meucci (o inventor do telefone), dos Marconi (inventor do rádio), da grande tradição di ciência e pesquisa italiana. O Governo, homenageando-o, quis desmentir o ditado 'nemo profeta in patria' - ninguém é profeta na sua pátria, reconhecendo os méritos na sua Pátria de origem''.

A homenagem a Faggin, para o ministro, representa a atestação do fato que "o governo italiano está consciente do atraso acumulado no campo da pesquisa". Um atraso que Gasparri atribui aos "tantos governos distraídos", garantindo, porém, que o governo atual de centrodireita "entende recuperar o terreno perdido e destinar no arco da legislatura maiores recursos à pesquisa. Além disso, haverá um relacionamento mais direto entre o governo e as empresas".